Foi num ambiente de festa que o Algarve recebeu as 4 equipas desta Final Four da Taça da Liga. No entanto, as surpresas nesta competição continuaram, depois de Porto e Sporting terem ficado para trás na fase de grupos.

O Benfica foi eliminado nas meias-finais, frente a um Moreirense que, apesar de na primeira parte não ter ameaçado a baliza de Ederson e de ter ido para o intervalo a perder por 1-0 (golo de Salvio aos 6 minutos), entrou para a segunda parte com outra atitude, acabando por conseguir virar o resultado para 3-1 (Ousmane Dramé 46’, Boateng 54’, 72’).

Já o Sporting de Braga alcançou uma vitória confortável por 3 bolas a 0, frente ao Vitória de Setúbal. Pedro Santos (13’), Stojiljkovic (66’) e Rodrigo Pinho (87’) fizeram os golos da equipa minhota, comprovando assim o favoritismo para os homens de Jorge Simão.

A equipa do Sporting de Braga partia assim como favorita para a final, perante uma equipa do Moreirense organizada, que já havia eliminado dois grandes ao longo da competição. Num jogo em que as oportunidades de golo foram poucas, o único tento certeiro aconteceu aos 45 minutos. Após grande penalidade cometida por Matheus sobre Francisco Geraldes, Cauê colocou a formação de Moreira de Cónegos na frente do marcador.

Até ao final da partida destaque apenas para uma grande defesa de Makaridze. O guardião do Moreirense evitou o golo do empate, após remate de Rodrigo Pinho, contribuindo assim para uma vitória histórica da turma de Augusto Inácio, que conquistou desta feita a Taça da Liga.

Anúncios