No passado sábado, Liverpool e Manchester United defrontaram-se para a 8ª jornada da Premier League, numa partida que opunha duas equipas em momentos muito distintos: o Liverpool passava por uma má fase, com apenas uma vitória nos últimos 7 jogos; já o Manchester vinha de um fantástico arranque de época, com apenas um deslize no campeonato (um empate frente ao Stoke City). Assim sendo, a equipa de José Mourinho entrava mais forte para o jogo. No entanto, e como num Clássico não há favoritos, esperava-se um Liverpool aguerrido, inspirado pelo público de Anfield que tanto ansiava por uma vitória frente a um dos maiores rivais.

Desde início se notou logo um Liverpool mais dominador do que o adversário. Os Red Devils acusaram a ausência dos lesionados Paul Pogba e Fellaini, levando a equipa da casa a ganhar o meio campo com o seu trio Henderson, Emre Can e Wijnaldum (este último em excelente plano). A equipa de José Mourinho procurava sair em contra-ataque, mas a pressão forte da equipa do Liverpool não deixava espaço para grandes ocasiões de perigo.

A primeira grande ocasião da partida surgiu aos 35 minutos da primeira parte: após uma grande jogada de Firmino, Joel Matip recebeu a bola em boa posição e rematou para uma intervenção sensacional de David de Gea. Na recarga, com tudo para fazer o golo, Mohamed Salah atirou ao lado. Os adeptos em Anfield não acreditavam.

Pouco depois foi a vez dos Red Devils criarem perigo: Lukaku tabelou com Martial e apareceu na cara de Mignolet. No entanto, o belga não conseguiu bater o seu compatriota e permitiu a defesa a guardião dos Reds.

Na segunda parte a equipa do Manchester United fechou-se mais e limitou-se à sua zona defensiva, anulando a maioria das jogadas ofensivas dos jogadores do Liverpool, que tentavam a todo o custo chegar ao golo. Aos 55 minutos, Emre Can ainda apareceu em boa posição para marcar, mas acabou por desviar a bola demasiado por cima do travessão da baliza de David de Gea, mantendo assim o nulo no marcador.

Empate a 0 em Anfield, com o Liverpool a ceder de novo pontos num jogo em que bem tentou, mas não conseguiu. Já o Manchester United mantem-se no 2º lugar, desta feita a 2 pontos do líder Manchester City.

Outros encontros:

O Crystal Palace conseguiu a sua primeira (e surpreendente!) vitória na Premier League, logo contra o campeão inglês, Chelsea, em Selhurst Park. A equipa da casa começou a vencer logo aos 11 minutos, após um auto-golo de Azpilicueta. O Chelsea ainda respondeu pouco depois, aos 18 minutos, por intermédio de Bakayoko. No entanto, o Crystal Palace ainda ia voltar a marcar através de Wilfried Zaha, aos 45 minutos, assegurando assim a vitória por 2-1.

O Manchester City voltou a golear, num resultado de 7-2 frente ao Stoke City. Gabriel Jesus por duas vezes (17’, 55’), Sterling (19’), David Silva (27’), Fernandinho (60’), Leroy Sané (62’) e Bernardo Silva (79’) fizeram os golos dos Citizens. Já o Stoke City conseguiu reduzir primeiro por Diouf (44’) e depois através de um auto-golo de Kyle Walker (47’). Com esta vitória, o Manchester City isola-se no primeiro lugar, a 2 pontos do rival Manchester United.

O Tottenham derrotou a equipa do Bournemouth com um golo isolado, aos 47 minutos, por intermédio de Eriksen. Com esta vitória, os Spurs mantém-se no 3º posto com 17 pontos, menos 5 que o líder Manchester City.

Já o Arsenal sofreu uma derrota em casa do Watford. Os Gunners ainda começaram a ganhar, através de Mertesacker, aos 39 minutos. No entanto, uma grande penalidade de Troy Deeney (71’) e um golo de Tom Cleverley já ao cair do pano (90+2) possibilitaram a reviravolta no marcador para a equipa de Marco Silva.

Enquanto isso, o Everton não foi além de um empate em Amex Stadium, frente ao Brighton and Hove Albion, a uma bola. Anthony Knockaert (82’) adiantou a equipa da casa no marcador. No entanto, um penalti convertido por Wayne Rooney aos 90 minutos impediu males maiores para a equipa de Ronald Koeman.

Outros resultados:

Burnley 1 – West Ham 1

Swansea 2 – Huddersfield Town 0

Southampton 2 – Newcastle 2

Leicester 1 – West Bromwich 1

Classificação:

 Sem Título

Anúncios